/noticia/prazo-para-adequacao-a-cobranca-de-boletos-com-registro-esta-chegando-ao-fim
  • Início
  • Notícias
  • Prazo para adequação à cobrança de boletos com registro está chegando ao fim

Acompanhe nossas notícias

« Voltar à listagem de notícias
  • 22/05/2018 Prazo para adequação à cobrança de boletos com registro está chegando ao fim

    Desde o fim de 2016, quando foi anunciada oficialmente, as prefeituras brasileiras tiveram que se adaptar a uma nova forma de fazer a cobrança de boletos. A mudança instituída pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) passou a exigir que todo boleto fosse registrado, ou seja, estivesse obrigatoriamente vinculado ao CPF ou CNPJ do pagador, além de conter dados como nome, data de vencimento, endereço e valor.


    Para tornar a transição menos difícil, a rede bancária adotou um período de convivência entre o antigo modelo e o modelo com registro, assim como alguns prazos para iniciar. De acordo com o analista de Suporte e Implantação da filial Criciúma da Betha, Willian Dagostin Bittencourt, em julho do ano passado o registro passou a ser obrigatório para valores acima de R$ 50 mil, e desde então, aos poucos também foram sendo incorporadas faixas de valores inferiores. “A partir do dia 26 de maio deste ano, os boletos de R$ 400 ou mais precisarão estar registrados e, por fim, em 21 de julho, qualquer valor acima de R$ 0,01 já deve atender ao novo formato”, lembra ele.


    Caso o prazo chegue ao fim e as entidades não estejam preparadas, elas correm o risco de não receber os valores devidos, já que “se faltar alguma informação na hora de registrar o título, o cidadão não conseguirá efetuar o pagamento, pois a instituição bancária não o aceitará”, enfatiza Willian, que completa “muitos municípios se anteciparam à regra, enquanto outros estão se adequando agora. O nosso sistema de Tributos, por exemplo, tem uma rotina que faz o envio automático dessas informações para o banco, facilitando o trabalho do servidor e otimizando o tempo do cidadão, que não terá problemas na hora de pagar”, enfatiza, ao lembrar que soluções como o Livro Eletrônico, e-Nota, Cidadão Web e Fatura também atendem à necessidade.


    Um dos municípios que está pronto para a obrigatoriedade, já registrando boletos de qualquer valor, é São Ludgero, no Sul de Santa Catarina. De acordo com Júlio César dos Reis Pozza, do setor de Tributos da Prefeitura, desde que a alteração foi divulgada, os servidores já começaram a estudar as melhores formas de realizá-la sem que o trabalho na repartição fosse prejudicado. “Enquanto preparávamos os convênios com os bancos, atualizamos os cadastros dos cidadãos com todos os dados que seriam necessários para o registro. Hoje, com a base atualizada, o processo ocorre de maneira totalmente informatizada. O próprio banco recolhe as informações da base de dados do Tributos, gerando o boleto. A integração entre os sistemas ocorre de uma forma tão inteligente que nem percebemos que o processo está acontecendo”, completa.



    Se o seu município ainda não se adequou à exigência da Febraban, entre em contato com a filial ou revenda da Betha que e atende o seu município. Oriente-se sobre a rotina do Tributos que auxilia no registro dos boletos e evite problemas!


Compartilhe essa notícia
Notícias relacionadas
Acompanhe nossas Redes Sociais
Instagram Instagram
x Normas e Procedimentos

INFORMAÇÕES

A sua inscrição estará finalizada somente após o recebimento do e-mail de confirmação, enviado pela Universidade Corporativa. A Universidade Corporativa reserva-se o direito de cancelar o treinamento se a quantidade mínima de inscrição não for atingida. Para solicitar qualquer informação sobre nossos treinamentos, acesse a página de contato ou ligue: (48) 3431-0733 Rama: 4792

FORMAS DE PAGAMENTO

Normas Financeiras:
1 a 2 inscrições por instituição: pagamento integral;
3 inscrições por instituição: 15% de desconto;
4 ou mais inscrições por instituição: 20% de desconto.

Através de Sose:
A SOSE será enviada ao participante por e-mail e deverá ser reenviada (digitalizada) assinada pelo responsável do setor junto aos dados de Empenho (se necessário), antes da realização do treinamento. O faturamento será efetuado posteriormente, em nome da instituição participante.

Através de Boleto (PF):
No caso de faturamento para pessoa física, é enviado por e-mail ao participante, o boleto para pagamento. Este deverá ser quitado antes da realização do treinamento e reenviado (digitalizado). Após o pagamento do mesmo, é enviada a nota fiscal.

Observações:
Das pessoas que se inscreverem e não comparecerem ao treinamento será cobrado uma multa de 30% do valor de cada inscrição, em fatura.
Não será reembolsado o valor pago na inscrição a clientes que não comparecerem ao treinamento sem aviso prévio.

x